Fotografia Documental Social

Yvyrupa Território - "O território indígena encontra morada no seu próprio rosto..."

Brasília em 3x4 - O retrato de quem passa... 2004/2005

Projeto Brasília em 3×4 -Brasília em 3×4 – O retrato de quem passa…”

Projeto que desenvolvido para  comemorar o 45o Aniversário de Brasília.

A ideia foi mostrar a importância dos “anônimos”e a “cara de quem faz a cidade acontecer”… 

Morar em Liberdade...
Programa de Volta Para Casa 2008/2018

Eles viveram 30, 40, 50 anos nos manicômios instituídos no Brasil no final do Século XIX. Nesse período, havia uma política que afirmava as influências positivistas típicas da época e que ordenaram uma medicina estritamente biológica e de mentalidade prisional. Os anos se passaram e procedimentos como Lobotomia e Choque Elétrico viravam rotina em instituições de saúde mental como as de Barbacena/MG.  

Morar em liberdade…O presente ensaio fotográfico é uma reflexão sobre a inserção social dos egressos de hospitais psiquiátricos promovida no Brasil nos últimos 30 anos, são imagens que buscam retratar uma nova realidade, que visa entender o ser humano em suas mais diversas singularidades, colocando a liberdade como eixo transformador deste processo. Os personagens aqui fotografados foram registrados em suas expressões cotidianas e demonstram uma contratualidade social de autonomia, são reveladoras dos muitos sentidos de liberdade que perpassam pelos territórios da cidadania e constroem um novo caminho para se entender o que é: Morar em Liberdade…

Porto Príncipe/Haiti 2011

Ensaio documental - Haiti Bombagay Missão Humanitário ONU/UNFPA/OPAS/MS 2011/2015.

Ao chegar ao Haiti, Precisei desconstruir as imagens negativas apresentadas nos noticiários nacionais e internacionais. Apesar de devastado pelas seguidas tragédias, o país revelava um tesouro que o terremoto não conseguiu enterrar: a garra do seu povo.

O meu olhar se voltou para os haitianos, seu modo de vida e seu cotidiano. Conheci comunidades e pessoas. Compreendi a cidade. A cada novo encontro revelava-se a grandeza e força da língua, das cores e dos costumes do povo Haitiano.

Ao participar da Missão Brasil-Haiti, ao contrário da falta de esperança, vivenciei a luta pelo resgate da vida digna e da comunhão entre povos…

Mostra Fundação Cultural BADESC

“Não enxerguei os escombros, apenas a beleza da vida que saltava dos olhares daquelas pessoas A beleza ou riqueza do país estava ali, diante de minhas lentes”